Quarta-Feira, 26 de junho de 2019 Nossa história      

Notícias

PROGRAMA DE ARAÇÃO DE TERRA INCENTIVA A AGRICULTURA FAMILIAR EM CALDEIRÃO GRANDE DO PI.

A Prefeitura Municipal de Caldeirão Grande do Piauí, por meio da Secretaria de Agricultura está realizando o programa municipal de aração\gradagem de terras 2018\2019 para pequenos agricultores do município.

A inciativa é fruto do Projeto de Lei, n° 176, de 05 de outubro de 2018, de autoria do Poder Executivo, que implantou  em Caldeirão Grande do Piauí, o Programa Municipal  de valorização e incentivo a Agricultura Familiar.

O programa tem por objetivo fomentar a produção da agricultura e pecuária no município especialmente nas pequenas propriedades, além de incentivar a profissionalização dos produtores da agricultura familiar, o preparo correto de lavouras,  a preservação do meio ambiente e fomentar o incremento da renda dos produtores rurais.

A aração é realizada pela gestão municipal, sem custo para o agricultor. Oito tratores estão trabalhando em propriedades do  município e vai  beneficiar 400 famílias.   Os serviços   vão potencializar a produção de grãos provenientes da agricultura familiar.

O prefeito, João Vianney, disse que o programa é uma ação concreta que está beneficiando aquele que produz  e garante a renda de muitas pessoas, que é o agricultor familiar. “Nosso intuito é exatamente, motivar e incentivar  o agricultor  a produzir cada vez mais culturas,  viabilizando a garantia  de seu sustento”, disse.

Vianney ressaltou  que a meta do programa é  atingir 100% dos agricultores do município, que se  enquadram no programa, e enfatizou que o foco da gestão é a agricultura familiar. “Por também, ser da área,  a agricultura é um dos focos de nossa administração, temos apoiando os agricultores através de diversas ações, como a realização a ExpoCaboclos, incentivando o associativismos, promovendo a  manutenção das estradas vicinais para o escoamento da  produção,  limpeza de barreiros, e  agora outra marca nossa, que é esse programa”, finalizou o gestor.

O secretário de Agricultura, Glauber  Ramon, informou que o cadastramento das famílias no programa  foi iniciado  ano passado, tendo como  público alvo  os  agricultores, que possui a DAPI ativa,  que é o documento de aptidão ao Pronaf, que comprova,  que ele é agricultor do município.

O secretário,  destacou a importância do programa. “Sabemos que a agricultura familiar é a principal  fonte de renda do município, por isso  a Secretaria de Agriculta em parceria com a Prefeitura,  vem buscando viabilizar ações que incentive a produção rural, e melhor    a qualidade de vida do homem do campo”, disse  ele, que apontou a mandioca como a principal cultura produzida pelos agricultores. “No município  existe várias casas de beneficiamento de farinha e goma,  na qual  a produção é escoado para outras cidades  garantindo renda para as famílias , por isso a importância desse fomento”, destacou.

Outras culturas, apontadas pelo gestor são milho e o feijão. Além de outras atividades que geram renda no município, como a pecuária, ovino caprinocultura e a criação de gado.

A aração das terras vem acontecendo conforme as chuvas registradas no município. Ao todo foram cadastradas 1.300 hectares de terras,  que equivalente a 5.000 tarefas, onde 50%, das áreas cadastradas já foram beneficiadas.

No Sítio Braga,  uma das várias localidades que foram  beneficiadas,  dois tratores  realizaram os trabalhos de aração de 2o tarefas  de terras.  O proprietário,  José Claudio da Costa de 44 anos,  que é agricultor e apicultor, informou que vai plantar milho e feijão na propriedade arada.

Ele falou sobre o programa. “É R$ 50 reais uma hora de trator, se  eu fosse pagar, somando ia gastar R$ 1.000 reais só com a aração. Então é uma iniciativa muito boa de Vianney, fico muito grato a ele por  essa importante ajuda,  e por sempre nos apoiar naquilo que precisamos”, afirmou o agricultor.